Ser Internet

2021

por Nicole Kouts

+ Veronica Laminarca

website: https://serinternet.site/

Ser Internet (2021) é uma criatura mutante que habita o pequeno cômodo de um website. Sua aparência é gerada randomicamente cada vez que a página é atualizada, a partir de um compilado amorfo de imagens resgatadas em blogs pessoais do início dos anos 2000. Criado pelas artistas Nicole Kouts e Veronica Laminarca, ambas nascidas em 1997, este Ser emerge da nostalgia de uma época de bichinhos virtuais, designs hipersaturados e programações rudimentares: um mundo esquecido dentro da própria Internet. Composto por fragmentos de ruínas, com partes faltando e sentidos esvaziados, este trabalho é o abrigo para um personagem da memória digital.


Podemos dizer que cada ser que aparece em Ser Internet é único, pois a probabilidade de alguém ver um como o seu é de 1 em 10 trilhões. Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), a população da Terra em 2020 é de aproximadamente 7,79 bilhões. Para que todos os Seres apareçam na tela pelo menos uma vez, em um cenário hipotético, cada pessoa na Terra precisaria atualizar o site 1283 vezes. Quando o site é acessado, há um contador que indica a quantidade de seres criados desde o lançamento do projeto em 21/02/2021.

https://serinternet.site/

​WEB ARTE NO BRASIL - "Ser Internet", texto de Fábio Oliveira Nunes


"Ser Internet é uma criação em web arte que parte de referências ao imaginário dos primórdios da rede digital, buscando resgatar a ingenuidade, a precariedade técnica e o kitsch recorrentes nos sites pessoais e em boa parte do ciberespaço dos anos 1990. A criação se baseia na seguinte situação: uma figura-personagem se move em um cenário-cômodo; ambos são recortes de tessituras obsoletas da Internet, sendo que, a cada nova atualização de página, recebem novas roupagens e configurações."

http://fabiofon.com/webartenobrasil/site_serinternet.html (2021)